Festa do Fado das Coletividades 2018

A Associação das Coletividades do Concelho de Lisboa (ACCL), levou a efeito mais uma Festa do Fado das Coletividades da Cidade de Lisboa.

Durante o mês de Outubro/Novembro cerca de sessenta (60) fadistas representantes de cerca de duas dezenas de Coletividades da nossa Cidade, deram alma e voz à Canção de Eleição “O Fado”.

Em 29 de Setembro, a 1º Sessão teve como palco a Casa do Concelho de Castro Daire. Em 13 de Outubro, a 2ª Sessão, no Liberdade Atlético Clube. Em 3 de Novembro, a 3ª Sessão no Futebol Clube Recreativo do Rossão.

Das três (3) sessões de fado mencionadas foram escolhidos os representantes de Coletividades inscritas e nossas associadas, para estarem presentes numa Gala Final.

A Gala Final realizou-se a 30 de Novembro, no emblemático Salão Nobre dos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa.

A mesma teve apresentação da locutora da Radio Amália, Inga Oliveira. Na Guitarra Portuguesa, Diogo Quadros, na Viola de Fado Ivan Cardoso e na Viola Baixo Máximo Sírio.

Tendo esta Gala um carater não competitivo, mas de promoção e divulgação do fado pisaram o palco do Salão Nobre os seguintes fadistas:

Catarina Campos - Associação Desportiva "Os de Baba";
Edgar Antunes - Associação Socio Cultural "Os Fidalgos da Penha";
Rute Xavier - Associação de Vida Saudável (EVELX);
Rosa Maria - Casa do Alentejo;
Hugo Tomás - Liberdade Atlético Clube;
Daniela Runa - Casa da Covilhã;
Juliana Santos - Associação Cultural o Fado "ACOF";
Carolina Gomes - Centro Cultural e Desportivo Olivais Sul;
Maria Passarinho - Clube Lisboa Amigos do Fado (CLAF);
Madalena Gil - Clube Recreativo e Cultural Marvila Jovem;
Rui Santos - Clube de Futebol Varejense;
Vasco Moringa - Associação Desportiva e Cultural da Encarnação e Olivais (ADCEO);
Luís Carlos - Grupo Recreativo Escorpiões Futebol Clube;
Vanessa Sequeira - Grupo Desportivo de Chelas.

Esta Gala serviu também para mais uma vez homenagearmos um Associativista. Este ano o homenageado foi o Presidente da Direção da Sociedade Filarmónica União Capricho Olivalense (SFUCO), Joaquim Silva, mais de meio seculo dedicado à causa.

O artista homenageado foi o músico, interprete e compositor, Jorge Fernando, um dos compositores mais cantados da música portuguesa, aos 16 anos começou a tocar para Fernando Maurício e aos 19 já tocava para Amália Rodrigues. É Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.

Como foi em 2018